Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Evandro José Coelho do Amaral

Evandro José Coelho do Amaral, Licenciado em Administração Pública pelo INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS SOCIAIS E RELAÇÕES INTERNACIONAIS (CIS). Tel: +244 928 887 135 / +244 993 029 806 (Whatsapp)

Evandro José Coelho do Amaral, Licenciado em Administração Pública pelo INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS SOCIAIS E RELAÇÕES INTERNACIONAIS (CIS). Tel: +244 928 887 135 / +244 993 029 806 (Whatsapp)

Evandro José Coelho do Amaral

28
Nov18

SOLUÇÕES PARA A OPERAÇÃO RESGATE EM ANGOLA


Evandro José Coelho do Amaral

SOLUÇÕES PARA A OPERAÇÃO RESGATE EM ANGOLA

LETTER TO THE QUEEN OF ENGLAND

NewPaper nº 74/2018

 

Amaral, Evandro José Coelho do [1]

Clica aqui para ver na versão PDF 

Resumo

Este artigo vamos abordar sobre a operação resgate, que está decorrer em todo país, visa “resgatar a autoridade do Estado”. Esta operação que tem boas finalidade, mas, alguns oportunistas aproveitam para retirar ou empobrecer a população. Por outro, percebe-se que a população não está preparada para as mudanças. 

Palavras-chaves: Operação Resgate, Zungueira e Angola.

Abstract

This article will address the rescue operation, which will take place throughout the country, aims to "rescue the authority of the State." This operation has good purpose, but, some opportunists take advantage to withdraw or impoverish the population. On the other hand, one realizes that the population is not prepared for the changes.

Keywords: Operation Rescue, Zungueira and Angola.

Introdução

A Operação Resgate é lançada em Luanda, na presença do ministro do Interior, Ângelo da Veiga Tavares. A operação, qui vai decorrer em todo país, visa “resgatar a autoridade do Estado”, nomeadamente, combater o crime e a imigração ilegal, reforçar a ordem pública, ordenar a venda ambulante e travar o comércio ilegal de acessórios de viaturas. Combater o crime e a imigração ilegal ou lutar contra a venda ambulante desordenada são alguns dos objectivos da “Operação Resgate[2].

“A Operação Resgate está a ser, intencionalmente adulterada por determinadas pessoas. Ela visa, em vários domínios, o resgate dos bons valores da nossa sociedade e não tirar o pão a ninguém ou mandar as pessoas o desemprego. Pretendemos repor a ordem pública, porque é inadmissível o exercício de comércio informal em passagens aéreas. O que pretendemos é conduzir as pessoas que se dedicam ao comércio para os locais mais adequados, que não dificultem o trânsito e a vida dos cidadãos e que garantam a segurança dos utentes” (Presidente da República de Angola, João Lourenço, 2018).

  1. Propostas de melhorias para a Operação Resgate em Angola

Abaixo iremos trazer algumas sugestões/propostas de melhorias para a Operação Resgate em Angola:

  1. Lançar desafios ou dar os problemas sociais para os estudantes universitários resolverem;
  2. Numa primeira fase, seria para auscultação e sensibilização à população;
  3. Caso dos ambulantes ou das zungueiras (é uma identidade e cultura de Angola, que se pode afirmar, que é uma práctica muito antiga). Acabando com ela, ou atacando nas consequências e não das causas (porque muitos (as) deles (as): i) Saber a origem dessa práctica; ii) Algumas através do êxodo rural, vêm a buscar das melhores condições em Luanda; iii) Muitos (as) são iletrados (as) ou com baixo nível académico; iv) Não têm família e são chefe de família; v) e outros aspectos). Como podemos acabar com essa práctica, caso for a intenção: i) Criar mais centros de formações, instituições, escolas e universidade públicas; ii) Criar condições ou mercado, iii) Dar emprego a população ou benefícios e subsídios a população e não tirar o pão da população e não poder dar; iv) Fazer o levantamento de quantos vendedores ambulantes e zungueiras existente e saber quanto fazem diário e mês, e dar esse valor a eles, assim acabaremos com essa prática.

Conclusão

Em suma, com o desenvolvimento social e da técnica. Com essas novas técnicas, foi minimizar homens. Os comerciantes, passaram a ficar em: cruzamento de vias, passagens pedonais, ruas, paragens, nas travessias das ruas, junto aos locais de curto Religioso, festas, comemorações … e depois alguns comerciantes, passaram a habitar, onde comercializavam o seu produto, foi assim a origem das cidades, mercados, praças…

 

[1] Graduado no curso de Administração Pública, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Relações Internacionais (CIS), evandro.amaral2015@hotmail.com;

[2] http://pt.rfi.fr/angola/20181030-operacao-resgate-lancada-em-angola

20
Nov18

PORQUÊ O USO EXCESSIVO DE CIGARRO E DROGA NA EUROPA?


Evandro José Coelho do Amaral

PORQUÊ O USO EXCESSIVO DE CIGARRO E DROGA NA EUROPA?

WHY EXCESSIVE CIGAR AND DRUG USE IN EUROPE?

NewPaper nº 73/2018

 

Amaral, Evandro José Coelho do [1]

Clica aqui para ver na versão PDF 

Resumo

Quando vamos para Europa ou quando assistimos pela televisão ou nos deparamos com um europeu notamos certa diferença, que é o consumo de cigarro ou droga. Daí surge a seguinte questão “porquê o uso excessivo de cigarro ou droga?” sendo um mal de uma sociedade. É a razão deste artigo, procuraremos trazer elementos subjacentes a este práctica.

Palavras-chaves: Cigarro, Droga e Europa.

Abstract

When we go to Europe or when we watch on television or we come across a European we notice a certain difference, which is the consumption of cigarettes or drugs. Hence the following question "why excessive use of cigarettes or drugs?" Being an evil of a society. It is the reason of this article, we will try to bring elements underlying this practice.

Keywords: Cigarette, Drug and Europe.

Introdução

A origem do cigarro vem dos tempos antigos, reza a história teve inicio no continente americano e depois espalhou-se para os demais continentes.

Devemos realçar que é um negócio ilegal muito antigo que leva alguns indivíduos a riqueza e na destruição da população.

Alguns países já legalizaram e outros procurando legalizar o uso de certas substâncias químicas.

Consumo de droga ou de cigarros, segundo algumas pesquisas de campo, efectuado para alguns imigrantes residentes em Londres, dizem muitos que passaram a ser dependentes químicos quando chegaram nesta terra. Eles apelam devidos os estresses, ausência da família, o trabalho, o clima … então leva-los nessa dependência química. E que dificulta eles economizar dinheiro ou alcançar seus objectivos, metas e pretensões.

O consumo exagerado da droga. (Os grandes vendedores, distribuidores, traficantes...) são os africanos. Eles acabam destruindo a vida de muitos imigrantes, estrangeiros e aos europeus.

A evolução na Europa é alta (quer do lado do bem e do mal). Por exemplo: podes obter um serviço de uma prostituição e paga-la online ou a cash e vem em sua casa. O mesmo ocorre com as drogas, esse serviço podes tê-lo em casa.

Apelamos a não legalização dessas substâncias químicas, porque só destroem a população e enriquecem um certo grupo detentora desse comércio (que nada contribui ao país). Quais as características identificadas das pessoas consumidores de cigarro ou droga:

  • Uso diário: antes ou depois de uma refeição e nos intervalos;
  • Vicio: uso constante e não consegue economizar dinheiro para outras coisas;
  • Sem higiene: muitos perdem o autocontrolo e autoestima. E já não dão importância a organização e na higiene pessoal (por exemplo: escovar dentes, tomar banho… é triste ver essa situação nas mulheres);
  • Sem Amor: fica sem amor ao próximo, apenas com pensamentos de extorquir o próximo. E não se preocupam com o cheiro e o fumo do cigarro ou da droga sendo prejudiciais para outras pessoas;
  • Sem educação: perde o respeito, hábitos, costumes e educação adquirida.
  • Mentiroso compulsivo: torna mentiroso e solicitante de dinheiro por todo custo para alimentar o seu vicio.

Conclusão

Concluímos que muitos europeu e residente na Europa, alegando que fuma porque: gosta, frio (se fosse verdade, eles iriam parar quando fossem em países tropical), faz-o bem, dar-lhe energia (disposição, força e inteligência) … devido a globalização esta mesma práctica é levada aos outros continentes.

 

[1] Graduado no curso de Administração Pública, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Relações Internacionais (CIS), evandro.amaral2015@hotmail.com;

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

EVANDRO JOSÉ COELHO DO AMARAL

Links

  •  
  • Poemas

    Revistas

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D