Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Evandro José Coelho do Amaral

Evandro José Coelho do Amaral, Licenciado em Administração Pública pelo INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS SOCIAIS E RELAÇÕES INTERNACIONAIS (CIS).

Evandro José Coelho do Amaral, Licenciado em Administração Pública pelo INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS SOCIAIS E RELAÇÕES INTERNACIONAIS (CIS).

Evandro José Coelho do Amaral

02
Fev18

CRIANÇAS PEDINDO ESMOLA TODOS OS DIAS PARA SUSTENTO NO SHOPPING AVENIDA (CANDANDO) E ACADEMIA BAI


Evandro José Coelho do Amaral

CRIANÇAS PEDINDO ESMOLA TODOS OS DIAS PARA SUSTENTO NO SHOPPING AVENIDA (CANDANDO) E ACADEMIA BAI

CHILDREN ASK FOR ESMOLA EVERY DAY FOR SUPPORT AT THE SHOPPING AVENUE (CANDANDO) AND BAI ACADEMY

NewPaper nº 06/2018

Amaral, Evandro José Coelho do [1]

Clica aqui para ver na versão PDF

Resumo

Este artigo, procura saber as razões que levam essas crianças em deslocar-se todos os dias rumo à rua 21 de Janeiro (Rua do Kikagil) – Morro Bento 2, local onde encontra-se localizado o Shopping Avenida (Candando) e a Academia BAI, para pedir esmola ou prestar serviços de engraxate, a fim de conseguir em troca dinheiro ou alimentação.

 

Palavras-chaves: Crianças, Shopping Avenida e Academia BAI.

Abstract

This article seeks to find out the reasons why these children travel every day to the street 21 de Janeiro (Rua do Kikagil) - Morro Bento 2, where is located Shopping Avenue (Candando) and Academia BAI, to ask for alms or to provide shoe shine services in order to get money or food in exchange.

Keywords: Children, Avenida Mall and BAI Academy.

 

Introdução

Os pré-adolescentes, que foram entrevistados tem a idade entre 9 anos à 13 anos de idade, são iletrados e nem se quer possuem registro civil (sendo assim apátrida), na sua maioria é de sexo masculino, residente na rua 28, próximo ao cajueiro, bairro Golfo 2, adjacente a lixeira, na Avenida Pedro de Castro Van-Dúnem Loy, Luanda. Poucos vivem com seus pais, outros não possuem pais (por motivos de falecimento), outra hipótese que revelaram, os seus progenitores, encontram-se numa das províncias de Angola. Sendo assim, que eles vivem com familiares (como Tio (a), Avó (â) …), amigos (as) ou nas ruas de Luanda.

 

Alguns economistas, explicam que os desalojados, para voltar sempre no local habitual, sendo que envolve custo (transporte, alimentação…), é porque existe rendimento.  Segundo eles, explicam, como chegam todos os dias, no Morro Bento 2, falam que sobem na porta de trás do transporte público (autocarros), sem serem vistos, para não pagarem, e se os autocarros, estiverem difíceis, vem de táxi (chamados candongueiros), quando chegam no seu destino, colocam em fuga e acabam de não pagar o táxi.

 

Figura nº 1. Adolescentes que usualmente pedem esmola e são engraxate

 

WhatsApp Image 2018-01-06 at 19.22.11.jpeg

 Fonte: Foto do Autor (Janeiro, 2018).

 

  1. Dificuldades encontradas pelos Adolescentes

Como a lei da vida diz, só os fortes sobrevivem, com isso, revelam que, muitas vezes submetem-se a passar por humilhações, insultos, maltratos (batem-os) e até mesmo a ameaças com arma de fogo por pedir dinheiro ou comida. Dizem que, são impedidos de entrar e xotados pelos seguranças dos estabelecimentos quer da Avenida e da Academia BAI, por estarem a perturbar os clientes desses estabelecimentos.

 

Os motivos que os leva, a permanecerem nestes estabelecimentos privados, são por motivos financeiros, para ajudar o seu representante legal (titular), das despesas de casa e para sua sobrevivência. Onde muitos dos representantes desses adolescentes são desempregados, fazem negócios no (mercado informal), e não conseguem colocar as crianças na escola e nem o regista-lo.

 

  1. Shopping Avenida (Candando)

Teve a inauguração no dia 10 de Maio de 2016 em Luanda, o hipermercado "Candando", investimento de 40 milhões de dólares. Inserida no Shopping Avenida, primeira loja do grupo de distribuição Contidis, foi inaugurada na presença de cinco ministros angolanos (Comércio, Indústria, Pesca, Agricultura e Economia) e ocupa uma área de 10.000 metros quadrados, (Jornal de Negócios, 2016).          

 

No âmbito da sua da estratégia global de responsabilidade social, orientada para a promoção do desenvolvimento sustentável nas áreas da saúde, educação e nutrição infantil, o Candando lançou em 2016 o projecto Arredonda. Na sua primeira edição o Arredonda angariou 8,5M akz para beneficiar o Hospital Pediátrico David Bernardino.

 

O valor angariado permitiu equipar o Hospital Pediátrico com 29 aparelhos de ar condicionado, assegurando a renovação da climatização das unidades de Cuidados Intensivos, Cuidados Intermédios, Banco de Urgência, Hospital de Dia, Consulta Externa e Depósito de Farmácia. Esta iniciativa contribuiu para a melhoria da qualidade do ar e bem-estar das crianças hospitalizadas.

 

Em 2017 o Candando lança a 2ª edição do Arredonda, com o objectivo uma vez mais de angariar fundos para melhorar as condições de hospitalização das crianças do Hospital Pediátrico David Bernardino, (Candando, 2017).

 

Apelamos ao Candando Hipermercado, S.A, no acto da sua responsabilidade acima referenciada, que ajudassem essas crianças, porque é deselegante e constrangedor, ver elas, por vezes descalças e pobremente vestidas, ficarem fora do estabelecimento, a solicitarem algum serviço, dinheiro ou comida, aos clientes da mesma, onde o estabelecimento possuí esses aparatos.

 

3.Academia BAI

O Banco Angolano de Investimentos (BAI) foi o primeiro banco comercial privado a constituir-se em Angola e, mantendo este pioneirismo, os líderes da gestão da instituição conceberam um projecto decidindo investir na criação de uma Empresa com o nome SAESP – Sociedade Angolana de Ensino Superior Privado ou - a Academia BAI (a marca adoptada que abrange os elementos geridos pela SAESP) - um centro de aprendizagem, de conhecimento, e de cultura empresarial, académica e profissional.

 

A Academia BAI está dimensionada para albergar profissionais da Instituição BAI e outros que procurem melhorar os seus níveis de profissionalismo, além da província de Luanda.

 

A Academia tem uma área construída de 19.787, 97 metros quadrados, o terreno 10.830,00 metros quadrados, e a área de implantação 4.386,37 metros quadrados, (Academia Bai, 2014).

 

As acções de Responsabilidade Social são cuidadosamente planeadas e operacionalizadas pela Fundação BAI, a organização do Grupo BAI sem fins lucrativos.

 

Em 2015, a Fundação BAI continuou a apoiar vários projectos e iniciativas ao nível do sector social, da cultura, saúde e bem-estar, educação e desporto, (Banco Bai, 2015).

 

Também apelamos no acto da responsabilidade social da Academia BAI, que ajudassem no bem-estar e educação desses adolescentes, o chamado o futuro do amanhã.

 

Conclusão

Em suma, notamos que, esse fenómeno social, não ocorre apenas no Morro Bento 2. Luanda, continua a registar um aumento no número de crianças de rua, algumas abandonadas pelos próprios progenitores, outras fugidas de casa ... O dia-a-dia dos meninos de rua é uma rotina que se resume em pedir esmolas e fazer alguns trabalhos tais como carregar sacos, engraxate e lavar carros. O fraco investimento em escolas e na saúde pública, vem criando, esses problemas, que assola muitos cidadãos angolanos. Esperamos que possam criar condições de aumentarem mais infra-estrutura de ensino.

 

Apelamos a sociedade civil, as Igrejas, Instituições públicas e privadas, fundações, Protecção Social, Segurança Social, Associações, organizações nacionais e internacionais, ao Governo de Angola, que ajudassem essas crianças, com o direito ao registro civil, em terem uma vida harmoniosa, a fim de poderem concretizar seus sonhos e pretensões. 

Referências Bibliográficas

Academia Bai. (2014). Quem Somos: Mensagem da Administração. Luanda: Academia Bai. Obtido em 06 de Janeiro de 2018, de http://www.academiabai.co.ao

Banco Bai. (2015). Responsabilidade Social. Luanda: Banco Bai. Obtido em 06 de Janeiro de 2018, de https://www.bancobai.ao/institucional/responsabilidade-social/

Candando. (2017). Responsabilidade Social. Luanda: Candando Hipermercado, S.A. Obtido em 06 de Janeiro de 2018, de http://www.candando.com/arredonda/

Jornal de Negócios. (2016). Isabel dos Santos na inauguração do hipermercado em Luanda: "É nosso". Jornal de Negócios. Obtido em 06 de Janeiro de 2018, de http://www.jornaldenegocios.pt/empresas/comercio/detalhe/isabel_dos_santos_na_inauguracao_do_hipermercado_em_luanda_e_nosso

 

[1] Graduado no Curso de Administração Pública, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Relações Internacionais (CIS), evandro.amaral2015@hotmail.com; 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Compre produtos e Ganhe dinheiro na FM WORLD

https://shop-uk.fmworld.com/partner/9193299

Links

  •  
  • Poemas

    Revistas

    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D