Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Evandro José Coelho do Amaral

Evandro José Coelho do Amaral, Licenciado em Administração Pública pelo INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS SOCIAIS E RELAÇÕES INTERNACIONAIS (CIS). Tel: +244 928 887 135 / +244 993 029 806 (Whatsapp)

Evandro José Coelho do Amaral, Licenciado em Administração Pública pelo INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS SOCIAIS E RELAÇÕES INTERNACIONAIS (CIS). Tel: +244 928 887 135 / +244 993 029 806 (Whatsapp)

Evandro José Coelho do Amaral

24
Abr18

PODE UM CRISTÃO TER VÁRIAS MULHERES?


Evandro José Coelho do Amaral

PODE UM CRISTÃO TER VÁRIAS MULHERES?

CAN A CHRISTIAN HAVE SEVERAL WOMEN?

NewPaper nº 46/2018

 

Amaral, Evandro José Coelho do [1]

Clica aqui para ver na versão PDF

Resumo

Neste artigo vamos saber por quê era permitido a um homem ter várias mulheres? E nos tempos actuais esse facto não é permitido. Também quais os motivos que Deus ter permitido a poligamia e posteriormente abolir este facto com a vinda de Jesus Cristo para Terra.

Palavras-chaves: Cristão, Mulheres e Deus.

 

Abstract

In this article, do we know why a man was allowed to have several women? And in the present times this fact is not allowed. Also what are the reasons that God allowed polygamy and later abolish this fact with the coming of Jesus Christ to Earth.

Keywords: Christian, Women, and God.

 

Introdução

Antes de prosseguir com a temática iremos trazer um paradoxo neste artigo:

 

Se os mandamentos sempre existiram por quê então era permitido um homem ter várias mulheres, mesmo sendo um homem de Deus como Davi e Salomão, entre outros. E por que esse costume continua na Arábia Saudita ou na religião Muçulmana e outras religiões é condenado?

 

Abaixo iremos mostrar a origem da poligamia e os homens de Deus que outrora tiveram várias mulheres, a saber:

  • Abraão: Uma esposa e uma serva (Gênesis 16.1-9; 21:8-14);
  • Lameque: Duas esposas (Gênesis 4:17-19);
  • Davi: Oito esposas: Mical, Abigail, Ainoã, Eglá, Maaca, Hagite, Habital e Betsaba (I Samuel 18:20;19:11; I Samuel 25:36; 25:43; II Samuel 3:3-5 e II Samuel 11:26 em diante);
  • Salomão: Ele teve setecentas esposas, princesas, e trezentas concubinas (I Reis 11:3);

 

Um aspecto em comum: foram as várias mulheres (ou esposas) que o levaram esses homens de Deus acima mencionados a apartar-se de Deus, a cair no pecado e na idolatria, (I Reis 11:3).

  1. Deus nunca permitiu a Poligamia

Devido o livre-arbítrio que o ser humano possui fez e faz muitos homens pecarem contra Deus.

Deus nunca permitiu a poligamia, isso ocorreu devido a dureza e fraquezas do ser humano.

 

Em Deuteronômio 17:17:

“17 Tampouco multiplicará para si mulheres, para que o seu coração não se desvie; nem multiplicará muito para si a prata e o ouro.”

 

Em I Coríntios 7:2:

“2 mas, por causa da prostituição, tenha cada homem sua própria mulher e cada mulher seu próprio marido.”

 

Em Mateus 19:1-9 e Marcos 10:6-8:

“Tendo Jesus concluído estas palavras, partiu da Galiléia, e foi para os confins da Judéia, além do Jordão;”

“e seguiram-no grandes multidões, e curou-os ali.”

“Aproximaram-se dele alguns fariseus que o experimentavam, dizendo: É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo?”

“Respondeu-lhe Jesus: Não tendes lido que o Criador os fez desde o princípio homem e mulher,”

“e que ordenou: Por isso deixará o homem pai e mãe, e unir-se-á a sua mulher; e serão os dois uma só carne?”

“Assim já não são mais dois, mas um só carne. Portanto o que Deus ajuntou, não o separe o homem.”

“Responderam-lhe: Então por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio e repudiá-la?”

“Disse-lhes ele: Pela dureza de vossos corações Moisés vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas não foi assim desde o princípio.”

“Eu vos digo porém, que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de infidelidade, e casar com outra, comete adultério; [e o que casar com a repudiada também comete adultério.]”

 

Em I Timóteo 3:2-12; Tito 1:3-5:

 “marido de uma só mulher”

 

Em II Samuel 12:8:

“8 e te dei a casa de teu senhor, e as mulheres de teu senhor em teu seio; também te dei a casa de Israel e de Judá. E se isso fosse pouco, te acrescentaria outro tanto.”

 

Numa primeira olhada nos parece que Deus estaria afirmando que, além das mulheres que Davi já tinha, se Davi quisesse Deus lhe daria mais. No entanto, essa interpretação não se harmoniza com o contexto mais amplo da Bíblia. O que temos nesse texto é uma figura de linguagem chamada ironia. Deus lembra a Davi tudo que recebeu como uma espécie de herança após a morte do então rei Saul. Deus é irônico com Davi, questionando a falta de um coração grato de Davi, que buscou insaciavelmente muito mais do que tinha, que já era muito, cometendo pecado[2].

  1. Proibição da Poligamia

Desde o antigo testamento Deus proibi a poligamia, conforme os versículos Bíblicos:

 

Em Êxodo 20.14,17:

“14 Não adulterarás.”

“17 Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.”

 

Em Levítico 18:1-30:

“1 Disse mais o Senhor a Moisés:”

“2 Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: Eu sou o Senhor vosso Deus.”

“3 Não fareis segundo as obras da terra do Egito, em que habitastes; nem fareis segundo as obras da terra de Canaã, para a qual eu vos levo; nem andareis segundo os seus estatutos.”

“4 Os meus preceitos observareis, e os meus estatutos guardareis, para andardes neles. Eu sou o Senhor vosso Deus.”

“5 Guardareis, pois, os meus estatutos e as minhas ordenanças, pelas quais o homem, observando-as, viverá. Eu sou o Senhor.” 

“6 Nenhum de vós se chegará àquela que lhe é próxima por sangue, para descobrir a sua nudez. Eu sou o Senhor.”

“7 Não descobrirás a nudez de teu pai, nem tampouco a de tua mãe; ela é tua mãe, não descobrirás a sua nudez.”

“8 Não descobrirás a nudez da mulher de teu pai; é nudez de teu pai.”

“9 A nudez de tua irmã por parte de pai ou por parte de mãe, quer nascida em casa ou fora de casa, não a descobrirás.”

“10 Nem tampouco descobrirás a nudez da filha de teu filho, ou da filha de tua filha; porque é tua nudez.”

“11 A nudez da filha da mulher de teu pai, gerada de teu pai, a qual é tua irmã, não a descobrirás.”

“12 Não descobrirás a nudez da irmã de teu pai; ela é parenta chegada de teu pai.”

“13 Não descobrirás a nudez da irmã de tua mãe, pois ela é parenta chegada de tua mãe.”

“14 Não descobrirás a nudez do irmão de teu pai; não te chegarás à sua mulher; ela é tua tia.”

“15 Não descobrirás a nudez de tua nora; ela é mulher de teu filho; não descobrirás a sua nudez.”

“16 Não descobrirás a nudez da mulher de teu irmão; é a nudez de teu irmão.”

“17 Não descobrirás a nudez duma mulher e de sua filha. Não tomarás a filha de seu filho, nem a filha de sua filha, para descobrir a sua nudez; são parentas chegadas; é maldade.”

“18 E não tomarás uma mulher juntamente com sua irmã, durante a vida desta, para tornar-lha rival, descobrindo a sua nudez ao lado da outra.”

“19 Também não te chegarás a mulher enquanto for impura em virtude da sua imundícia, para lhe descobrir a nudez.”

“20 Nem te deitarás com a mulher de teu próximo, contaminando-te com ela.”

“21 Não oferecerás a Moloque nenhum dos teus filhos, fazendo-o passar pelo fogo; nem profanarás o nome de teu Deus. Eu sou o Senhor.”

“22 Não te deitarás com varão, como se fosse mulher; é abominação.” 

“23 Nem te deitarás com animal algum, contaminando-te com ele; nem a mulher se porá perante um animal, para ajuntar-se com ele; é confusão.”

“24 Não vos contamineis com nenhuma dessas coisas, porque com todas elas se contaminaram as nações que eu expulso de diante de vós;”

“25 e, porquanto a terra está contaminada, eu visito sobre ela a sua iniqüidade, e a terra vomita os seus habitantes.”

“26 Vós, pois, guardareis os meus estatutos e os meus preceitos, e nenhuma dessas abominações fareis, nem o natural, nem o estrangeiro que peregrina entre vós”

“27 (porque todas essas abominações cometeram os homens da terra, que nela estavam antes de vós, e a terra ficou contaminada);”

“28 para que a terra não seja contaminada por vós e não vos vomite também a vós, como vomitou a nação que nela estava antes de vós.”

“29 Pois qualquer que cometer alguma dessas abominações, sim, aqueles que as cometerem serão extirpados do seu povo.”

“30 Portanto guardareis o meu mandamento, de modo que não caiais em nenhum desses abomináveis costumes que antes de vós foram seguidos, e para que não vos contamineis com eles. Eu sou o Senhor vosso Deus.”

 

Em I Timóteo 3.2,12:

“2 É necessário, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só mulher, temperante, sóbrio, ordeiro, hospitaleiro, apto para ensinar;”

“12 Os diáconos sejam maridos de uma só mulher, e governem bem a seus filhos e suas próprias casas.”

 

Em Tito 1.6:

“6 alguém que seja irrepreensível, marido de uma só mulher, tendo filhos crentes que não sejam acusados de dissolução, nem sejam desobedientes.”

Em Mateus 5:27,28,32; 19:18;

“27 Ouvistes que foi dito: Não adulterarás.”

“28 Eu, porém, vos digo que todo aquele que olhar para uma mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.”

“32 Eu, porém, vos digo que todo aquele que repudia sua mulher, a não ser por causa de infidelidade, a faz adúltera; e quem casar com a repudiada, comete adultério.”

“18 Perguntou-lhe ele: Quais? Respondeu Jesus: Não matarás; não adulterarás; não furtarás; não dirás falso testemunho;”

 

Em I Coríntios 6:15,16,18:

“15 Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei pois os membros de Cristo, e os farei membros de uma meretriz? De modo nenhum.”

“16 Ou não sabeis que o que se une à meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque, como foi dito, os dois serão uma só carne.”

“17 Mas, o que se une ao Senhor é um só espírito com ele.”

“18 Fugi da prostituição. Qualquer outro pecado que o homem comete, é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo.”

 

  1. A Monogamia é descrito na Bíblia?

A monogamia é o padrão de Deus para os homens. Isso está claro nos seguintes factos:

 

(1) Desde o princípio Deus estabeleceu este padrão ao criar o relacionamento monogâmico de um homem com uma mulher, Adão e Eva (Gênesis 1:27; 2:21-25).

 

(2) Esta ficou sendo a prática geral da raça humana (Gênesis 4:1), seguindo o exemplo estabelecido por Deus, até que o pecado a interrompeu (Génesis 4:23).

 

(3) A Lei de Moisés claramente ordena: “Tampouco para si multiplicará mulheres” (Deuteronômio 17:17).

 

(4) A advertência contra a poligamia é repetida na própria passagem que dá o número das muitas mulheres de Salomão (I Reis 11:2): “Não caseis com elas, nem casem elas convosco”.

 

(5) Jesus reafirmou a intenção original de Deus ao citar esta passagem (Mateus 19:4) e ao observar que Deus “os fez homem e mulher” e os juntou em casamento.

 

(6) O Novo Testamento enfatiza que “cada um tenha a sua própria esposa, e cada uma, o seu próprio marido” (I Coríntio 7:2).

 

(7) De igual forma, Paulo insistiu que o líder da igreja deveria ser “esposo de uma só mulher” (I Timóteo 3:2,12).

 

(8) Na verdade, o casamento monogâmico é uma prefiguração do relacionamento entre Cristo e sua noiva, a Igreja (Efésios 5:31-32).

 

A poligamia nunca foi estabelecida por Deus para nenhum povo, sob circunstância alguma. De facto, a Bíblia revela que Deus puniu severamente aqueles que a praticaram, como se pode ver pelo seguinte:

  • A primeira referência à poligamia ocorreu no contexto de uma sociedade pecadora em rebelião contra Deus, na qual o assassino “Lameque tomou para si duas esposas” (Gênesis 4:19,23).
  • Deus repetidamente advertiu ou polígamos quanto às consequências de seus actos: “para que o seu coração se não desvie” de Deus (Deuteronômio 17:17; I Reis 11:2).
  • Deus nunca ordenou a poligamia – como o divórcio, ele somente a permitiu por causa da dureza do coração do homem (Deuteronômio 24:1; Mateus 19:8).
  • Todo praticante da poligamia na Bíblia, incluindo Davi e Salomão (I Crônicas 14:3), pagou um alto preço por seu pecado.
  • Deus odeia a poligamia, assim como o divórcio, porque ela destrói o seu ideal para a família (Malaquias 2:16).

 

Em resumo, a monogamia é ensinada na Bíblia de várias maneiras:

  • Pelo exemplo precedente, já que Deus deu ao primeiro homem apenas uma mulher;
  • Pela proporção, já que as quantidades de homens e mulheres que Deus traz ao mundo são praticamente iguais;
  • Por preceito, já que tanto o Antigo Testamento como o Novo Testamento a ordenam (conforme os versículos acima mencionados);
  • Pela punição, já que Deus puniu aqueles que violaram o seu padrão (I Reis 11:2); e
  • Por prefiguração, já que o casamento de um homem com uma mulher é uma tipologia de Cristo e sua noiva, a Igreja (Efésios 5:31-32). Apenas porque a Bíblia relata o pecado de poligamia praticado por Salomão, não significa que Deus a aprove[3].

 

Também não há nenhuma passagem Bíblica que coloque a poligamia como regra para um relacionamento conjugal ao lado da monogamia, ao contrário, a poligamia sempre é retratada como uma exceção. Portanto, sempre é o casamento monogâmico que aparece como o padrão a ser adotado (Provérbios 5:15-20; 12:4; 19:14). Sob este aspecto, a monogamia no casamento também foi utilizada pelos profetas como figura do relacionamento entre Deus e seu povo escolhido (Isaías 54:1-8; Jeremias 2:1,2; 3:20).

 

Diante de tudo isto, a melhor maneira de tratar este assunto é entender que Deus jamais aprovou a poligamia, mas apenas tolerou e permitiu tal prática como uma medida temporária por causa da dureza do coração pecaminoso do homem.

 

Então muitas especulações têm sido levantadas para tentar explicar o porquê de Deus ter tolerado a poligamia. As principais delas apontam para o fato de que naquela época uma mulher que não tivesse um marido estava completamente desamparada. Inclusive, muitas delas, acabavam recorrendo à prostituição como meio de sobrevivência.

 

Combinado a isto, também é verdade que a população de homens era muito menor que a população de mulheres. Os homens estavam constantemente envolvidos em guerras, e rotineiramente muitas mulheres acabam tornando-se viúvas.

 

Portanto, devido a uma sociedade corrompida pelo pecado e envolvida em diversas limitações, Deus parece ter tolerado a poligamia e permitido uma regulamentação na Lei nesse sentido, especialmente em misericórdia às mulheres e seus filhos, a fim de protegê-las de uma situação ainda pior resultante da depravação total da humanidade[4].

 

Os países muçulmanos ainda hoje adotam a poligamia, por uma questão cultural.

 

Conclusão

Chegando ao final deste artigo, percebemos que Deus nunca aprovou a poligamia. E quem criou a mesma é o ser humano por intermédio de Diabo Satanás: “12 Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porquanto todos pecaram.” (Romanos 5:12).

 

Frases para Reflexões:

“4 Porquanto, tudo que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que, pela constância e pela consolação provenientes das Escrituras, tenhamos esperança.” (Romanos 15:4).

“9 Não separe, pois, o homem o que Deus uniu." (Marcos 10:9).

“3 Acaso andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?” (Amós 3:3).

 

[1] Graduado no Curso de Administração Pública, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Relações Internacionais (CIS), evandro.amaral2015@hotmail.com; 

 

[2] https://www.esbocandoideias.com/2016/02/poligamia-por-que-deus-permitiu-que-homens-como-davi-e salomao-tivessem-varias-mulheres.html

 

[3]https://estudos.gospelmais.com.br/por-que-deus-permitiu-que-salomao-tivesse-tantas-mulheres-se-ele-condena-a-poligamia.html

 

[4] https://estiloadoracao.com/o-que-e-poligamia-na-biblia/

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Compre produtos e Ganhe dinheiro na FM WORLD

https://shop-uk.fmworld.com/partner/9193299

Links

  •  
  • Poemas

    Revistas

    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D